Seis produtos que facilitaram (e muito) a minha vida

Por opção ou por necessidade, por vezes os bebés dão-se melhor com este ou aquele produto e como sempre gostei de experimentar varias opções, aqui vão seis produtos que usei, adoptei e ainda hoje uso vezes sem conta nos meus filhos.

  1. Papa Nestlé Sinlac – Esta papa da Nestlé é feita à base de cereais sem glúten e alfarroba e se já era a opção há três anos atrás quando o João tinha diarreia (as malditas viroses), agora para o Francisco, que é intolerante à proteína do leite de vaca é simplesmente obrigatória, a única que se pode preparar rapidamente com água, e que na realidade me deixa 100% tranquila, porque sei que é completamente segura em relação a alergias. Fica a sugestão de criarem uma papa destas numa embalagem Tetra pak, como acontece com a cerelac, para facilitar as saidas com os bebés alergicos, porque quando precisamos de lhes dar um lanche rápido ficamos sempre limitadas aos purés de fruta.
  2. Mitosyl para assaduras – Pois é, esta é a minha pomada de eleição. Porque trata realmente as assaduras, (digamos que de uma fralda para a seguinte eles ficam bons) é muito de espalhar e sai barata porque rende imenso.
  3. Biberão da Nuk . Nesta também podes confiar. Se o meu primeiro preferia esta marca de biberões, acabava por beber em qualquer um. Já o Francisco rejeitou o biberão durante mais de seis meses. Acredita que experimentei todos os biberões e tetinas que havia no mercado e a única em que acabou por beber foi esta. Nuk, tamanho médio, tetina silicone. Além disso tem a colecção da Disney, que é mais um ponto a favor!
  4. Caixinhas da avent – Indispensáveis! Usam se para armazenar o leite materno ou o artificial, servem depois para as sopas e as frutas. Vão dezenas de vezes ao congelador/frigorífico e microondas e continuam excelentes. Consegues escrever na própria caixa o conteúdo, são empilháveis, fecham-se com sistema de rosca. Por isso mesmo que andem aos trambulhões não entornam. E para terminar são a dose certa para guardar.
  5. Detergente da Nuk – Permite lavar os biberões sem produtos tóxicos e realmente desengordurá-los. Também podes usar para a chupeta e mordedores e tudo o que vá para a boca do teu filhote sem te preocupares com todas as porcarias que existem no detergente de loiça convencional.
  6. Chuchas da Avent – Não sei porquê, mas foram as únicas que os meus dois filhos aceitaram incondicionalmente. Experimentei da Chicco, da Nuk, entre outras e eles nunca aceitaram. Acho que é pelo formato gota e pelo sistema airflow que permite a circulação de ar através dos vários orifícios. Eu pessoalmente acho que têm um ar bastante higiénico e transparente e sou fã das que brilham no escuro para usar de noite, e ter a possibilidade de encontrar logo sem ter que andar a acender a luz do quarto.


E tu? Algum produto que sintas que fez toda a diferença? Partilha comigo porque adoro saber estas coisas. Simplificar para aproveitar mais a vida é a minha motivação. Diz-me nos comentários aqui em baixo.

 

Snacks rápidos e saudáveis

Este foi um hábito que adquiri tarde, mas nunca mais deixei, e é incrível a diferença que faz na minha rotina. Se durante a faculdade aguentava horas a fio sem comer (praticamente a café e cigarros, sim é horrível, eu sei!), mais tarde, quando engravidei, se não fizesse um snack a meio da manhã e eventualmente a meio da tarde, ficava péssima. Já tenho tendência para ter a tensão arterial baixa e se entro em fraqueza é certo que me sinto a desmaiar.

Durante o primeiro trimestre da minha primeira gravidez as análises acusavam uma ligeira anemia, o que pode ser resolvido com uma alimentação mais completa. Como é obvio a crença que uma gravida deve comer por dois não é minimamente fundamentada, deve sim ter uma alimentação rica e equilibrada para cobrir as suas necessidades e o desenvolvimento correcto do feto.
Foi então que durante uma consulta de nutrição, a Mariana Chaves, me aconselhou a alterar o meu plano alimentar e fazer sempre um snack a meio da manhã e a meio da tarde. Pode parecer fácil, mas a maioria de nós não o faz e esta simples mudança de atitude faz com que não cheguemos à hora das refeições principais cheios de fome. Para a escolha dos snacks uso os seguintes critérios:

  • Saboroso e saudável
  • Que seja fácil de trazer na carteira
  • Algo que possa comer rápido
  • Que alimente
  • Que não seja perecível (que não se estrague com facilidade)

Também não gosto de levar a mesma coisa todos os dias para não me fartar, e como é obvio evito completamente as  bolachas de chocolate e as barritas de cereais mega calóricas que por vezes parecem a escolha ,mais prática, mas já vai ver que não é. Além de não ser de todo económica. Para estes mini-lanches escolho geralmente fruta ou legumes crus, com casca (lavados e desinfectados previamente em água com vinagre, por causa da toxoplasmose) ou sem casca, frutos secos e sementes, cereais ou bolachas integrais. O facto de termos esta comida por perto evita “cair em tentação”, nos diversos bolos e chocolates ricos em açucares.

PicMonkey Collage

As minhas escolhas

  • Fruta da época, lavada (maçã Granny Smith, tangerina, banana, pêra)
  • Frutos secos a solo ou em mistura (amêndoas com pele, nozes, avelãs)
  • Fruta desidratada
  • Cenouras mini
  • Sementes ou pevides (Abóbora, girassol, pinhões)
  • Bolachas tortilha de milho ou arroz
  • Bolachas Ryvita com sésamo
  • Cereais (Special K, bran flakes, muesli com frutos vermelhos)

Quase todas as noites, antes de me deitar preparo um mini-tupperware do ikea com um destes “lanchinhos” e lavo uma peça de fruta para o dia seguinte. Não demora dois minutos a fazer, e acredite que faz diferença. Experimente também.Capa_Dieta-unica-web_-_Copia-2817

Aproveito para lhe contar que esta semana a Mariana vai lançar um livro com a dieta desenvolvida por ela. Uma dieta que tem como base não só a sua experiência clinica, mas também o trabalho que tem desenvolvido com doentes oncológicos, permite não só perder peso a quem o desejar, sem passar fome mas também aconselha alimentos que fortalecem o nosso corpo, chama-se Dieta única e vai estar numa livraria perto de si.

 

<a href=”http://www.bloglovin.com/blog/14788279/?claim=a7chdptn4bj”>Follow my blog with Bloglovin

 

 

 

 

 

 

Planear refeições -Ementa semanal

ementas Collage

Planear as refeições para a semana é uma grande ajuda, não só para a rotina diária, mas também uma forma de poupar e facilitar as idas ao supermercado. Se for preenchendo as ementas e a lista de compras para cada ementa, consegue planear uma semana inteira de refeições em cerca de 30 minutos. Já pensou quanto tempo ganha? E como lhe permite ter uma alimentação muito mais saudável? Todas sabemos que no fim de um dia cansativo de trabalho, se tivermos que cozinhar em simultâneo com outras tarefas como dar banho aos filhos, ajudar com trabalhos de casa, etc, o mais provável é fazer algo rápido e menos saudável. Já para não comentar que quando não usamos uma lista de compras tendo as refeições em mente acabamos por comprar imensas “porcarias” pré-confeccionadas e desperdiçamos muito mais alimentos.Resumindo, planear refeições permite-lhe:

  • Poupar tempo (em idas desnecessárias ao supermercado, a decidir o que vai fazer para jantar)
  • Poupar dinheiro (pode escolher a ementa de acordo com as promoções) e evitar desperdícios
  • Poupar espaço (no frigorífico e na despensa)
  • Fazer uma alimentação mais saudável e variada
  • Poupar-se a si, do stress de não saber o que vai fazer para jantar, e ficar especada a olhar para o frigorífico…

Se subscrever as nossas actualizações recebe de bónus uma ementa para preencher com as refeições, além da lista de compras e outra lista para completar com as suas tarefas semanais. Em breve disponibilizarei também sugestões de ementas semanais já preenchidas e algumas receitas!

Descarregue a sua ementa neste link – ementa semanal

Preparar e congelar comida de bébé

Como diz o pediatra Mário Cordeiro “a diversificação alimentar não pode ser uma escravatura. É bom que os gastem um pouco do seu tempo a preparar a comida dos seus filhos, mas quando ele é escasso é melhor que o use a brincar, ou simplesmente a admirá-los.”
Existem diversos benefícios em confeccionar a comida do seu bébé, e neste caso doseá-la para congelar e disponibilizar doses individuais. Algumas vantagens são:
  • Sabe a sempre o que o bébé está a comer e consegue acompanhar a diversificação alimentar e ir disponibilizando gradualmente os alimentos que o pediatra autoriza (No final disponibilizo a tabela que fiz com as guidelines do pediatra do meu filho).
  • Pode escolher os alimentos mais frescos, saudáveis e em excelentes condições, biológicos e/ou provenientes de animais criados ao ar livre (ovos, aves e outras carnes)
  • Auxilia na diversificação.
  • Deixa o seu filho mais satisfeito, consegue ir criando combinações diferentes de sabores e texturas, sem ter uma alimentação monótona.
  • Permite respeitar as particularidades da alimentação da criança (restrições, intolerâncias)
  • Poupa tempo graças à possibilidade de cozinhar quantidades superiores, poupa dinheiro nas compras.
  • Permite-lhe sentir que está a mimar o seu filho a contribuir para a sua saúde e  bem estar.
Contudo deve ter alguns cuidados na preparação:
  1. Lavar sempre muito bem as mãos, os alimentos que vai confeccionar e os utensílios que utilizar.
  2. Escolha sempre ingredientes de primeira, legumes com boa cor, consistência e brilho. Compre as carnes no Talho e o peixe na peixaria para garantir que não estão embalados à dias. Se não tiver essa possibilidade compre congelado mas de uma marca de confiança. Congele carne/peixe separados da sopa. Verifique se não existem vestígios de gelo no interior da embalagem que indiquem que pode ter sofrido momentos de descongelação até chegar ao supermercado.
  3. Sempre que puder use produtos “baby” como o baby Rice, que são objecto de inspecções e certificações mais rigorosas ao nível da qualidade.
  4. Se for cozinhar para várias refeições proceda da seguinte forma: cozinhe, deixe arrefecer à temperatura ambiente, logo em seguida congele, de preferência em pequenas doses para depois descongelar unicamente para uma ou duas utilizações. Se quiser colocar no frigorífico para depois congelar não o faça por períodos superiores a um dia. Os alimentos perdem propriedades e nutrientes.
  5. Siga as orientações do seu pediatra, e lembre-se que o paladar das crianças se desenvolve na sua maioria nos primeiros dois anos de vida, por isso à medida que for sendo permitido vá disponibilizando a maior variedade de alimentos possível, respeitando a regra dos três dias, para que o seu filho conheça diferentes sabores e não os estranhe no futuro.
  6. Utilize recipientes apropriados, eu sou fã dos mini-tupperwares da avent, de enroscar que podem ser usados para congelação de leite materno e posteriormente para purés e sopas. São fáceis de lavar, podem ser esterilizados, não derramam e incluem não só a escala de quantidade, até 240ml (8fl oz) como linhas para escrever o alimento e a data de confecção.
Este site tem dicas excelentes e receitas muito boas, ajudou-me muito.
O grande livro do bébé do Mario Cordeiro também é um bom investimento para esclarecer dúvidas que vão surgindo sobre este e outros temas, em especial nas páginas cinzentas de Q&A.
As orientações  que o pediatra do meu filho deu foram estas. A mim ajudaram-me bastante, não são verdades absolutas e entendo que outros profissionais poderão seguir orientações diferentes, contudo espero que o/a ajude.