O que dizer quando eles têm aquelas birras?

Quem nunca perdeu a paciência quando os filhos têm uma fúria? Temos vontade de gritar, ameaçar e até dar uma palmada! Eu sei, been there, done that!

Mas essa não é a melhor solução, sabemos disso mas entretanto a paciência já era. Por vezes os nossos filhos apenas querem chamar a nossa atenção para algo que estão a sentir e não conseguem exprimir, muitas vezes nem sequer contar o que se passa, tal é o conflito interior.

Eu que o diga, o meu João que tem três anos, embora adore de paixão o mano que é bebé, agora que ele começou a ter mais piada e a interagir connosco tem umas crises de ciúmes do pior!

Umas vezes começa a guinchar, outras diz que já não é meu amigo, ri-se quando está a fazer algo que sabe que me deixa chateada, contraria-me e sistematicamente faz peso morto quando são horas de ir para a cama. Na maioria das situações um abraço, uma conversa com calma para tentar perceber o que se passa ou simplesmente dizer-lhe está tudo bem, perguntar-lhe se quer que lhe conte uma história ou fazer algo em conjunto, resolve o problema.

Este artigo que partilho no link, traz várias sugestões e algumas bastante úteis para dizermos ao miúdos quando estamos nessa situação. As que costumo usar são estas. Atenção, devemos ter o cuidado de falar ao mesmo nível da criança e dar-lhe a mão ou um abraço no final :

  1. Vamos parar um bocadinho. Respira fundo e diz-me o que se passa.
  2. Tem calma, a mãe está aqui. Não estás sozinho.
  3. O que é que podemos fazer para te sentires melhor. Queres ir comigo lá fora apanhar ar?
  4. Eu sei que estás triste, mas vamos resolver isso juntos. Explica-me com calma como é que eu te posso ajudar.
  5. Ás vezes quando estamos zangados é porque o nosso coração está triste. Não estejas triste que eu gosto muito de ti (abraço).
  6. Eu percebo que gostavas de ficar a brincar, mas é preciso descansar para amanhã teres força para brincar ainda mais que hoje.
  7. Diz-me uma coisa que te apeteça muito fazer quando acordares da sesta e se der, vamos fazê-la juntos!
  8. Vamos tentar juntos. Diz-me o que te deixa triste e eu conto-te uma coisa que também me deixa triste a mim. (Depois de o ouvir, digo-lhe que fico triste quando ele está triste porque gosto muito dele e só quero vê-lo feliz).
  9. E se te contar uma história para ver se a tristeza passa mais depressa. Queres escolher o livro?
  10. Estás com medo? Vamos juntos fazer uma careta muito feia para afastar o medo e ele ir embora.

Para quem quiser aprofundar este assunto recomendo o livro da Magda Gomes Dias, Autora do blogue Mum´s The Boss, Berra-me Baixo -21 dias para deixares de gritar com o teu filho. É uma leitura fácil, com conselhos práticos que nos permitem atingir resultados em pouco tempo. Brevemente poderás ler a minha opinião numa secção que terei dedicada ás minhas leituras, aqui no blog.

Image Source: Gaelle Marcel e London Scout @ unsplash.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *