Sobremesa com Quark e Limão

sobremesa quark

Já andava há algum tempo com vontade de usar este queijo. Sempre que passava por ele no supermercado imaginava que devia ser fresquinho, leve e perfeito para uma das sobremesas que gosto de fazer, frescas e nada enjoativas. O queijo Quark é muito pobre em gordura e tem uma textura semelhante ao iogurte grego. É conhecido como produto de excelência para os desportistas porque além de ser nutricionalmente rico (em proteína de absorção lenta), é pobre em hidratos de carbono, o que faz dele um substituto perfeito para as natas, iogurtes e até maionese numa receita mais light e igualmente saborosa.

Então comprei-o e decidi pôr a imaginação a trabalhar e o resultado foi este. Devo dizer que o que fiz, uma vez que já tinha o Lemon curd pronto, foi preparar separadamente o creme de Quark e triturar a bolacha, guardando a num tupperware porque gosto de preparar a taça antes do almoço para manter a base de bolacha bem estaladiça.

 

Base crocante

(triturada na bimby, a gosto na velocidade 3, eu gosto tipo areia grossa)

  • 1/2 pacote de bolachas digestivas de aveia

Camada branca

(bater os dois em conjunto na velocidade 3 por 20 segundos. Se gostar de cremes mais doces pode substituir o açucar na mistura por meia lata de leite condensado)

  • 1 Queijo Quark (250 gr)
  • 2 Iogurtes naturais
  • 50 g de açucar

Topping

(Lemon curd, previamente feito na bimby, que tinha já feito e guardado num frasco (receita abaixo))

  • 160 g açúcar
  • 2 limões, casca (só a parte amarela) e sumo
  • 60 g manteiga
  • 2 ovos

Coloque no copo o açúcar e pulverize 20 seg/vel 9. Adicione as cascas de limão e rale 15 seg/vel 9. Adicione a manteiga, o sumo dos limões e programe 1 min/vel 2. Adicione os ovos e misture 10 seg/vel 4. De seguida programe 7 min/80°C/vel 2. Retire e reserve em frascos esterilizados, no frigorífico. Deixe arrefecer e conserve no frigorífico.

Por fim numa tigela grande ou em taças individuais coloque três camadas pela seguinte ordem: bolacha triturada, camada branca e topping de Lemon curd.

Iogurtes caseiros

Não sou nada extremista em relação à comida, gosto de comer saudável, mas se for necessário recorro a comida processada.
Quando comprei a bimby (foi uma decisão muito ponderada, porque sou bastante “agarrada” ás minhas poupanças) disseram-me que iria poupar imenso e ter a possibilidade de fazer uma série de coisas que normalmente compro (pão, pizzas, gelados) e me sairíam substâncialmente mais baratas, entre elas estavam os iogurtes. Confesso que não levei muito a sério a conversa, mesmo porque assumi que iria dar imenso trabalho. Experimentei uma vez e não sairam nada bons, e nunca mais pensei nisso. Até que comecei a gostar dos iogurtes mais cremosos, e a fartar-me da oferta que existe, que além de cara é carregadissíma de açucar e aditivos artificiais.
Resolvi pesquisar umas receitas, e fazer nova tentativa.  Pelo que li a iogurteira era uma ajuda decisiva no processo de obter um bom iogurte, por isso arrisquei. Comprei a Yogurella da Ariete que me custou 25€, e não me arrependo nem um segundo.
Agora faço regularmente iogurtes e o sabor e a consistência não têm mesmo nada a ver com os de compra, além de ser muito mais saudável.
Lembra-se dos iogurtes Vigor, da embalagem quadrada, de quando eramos pequenos? É assim o sabor dos iogurtes caseiros. Posso usar leite fresco (sempre pasteurizado), e quanto aos sabores o céu é o limite, côco, açucar amarelo, mel, grego, bolacha, é o que eu quiser.
Vou deixar por aqui duas receitas das que faço com mais frequência e algumas dicas para ter melhores resultados.  Tudo isto pode ser feito sem bimby. Depois partilhe comigo se gostou dos iogurtes e a sua opinião sobre este assunto.
Iogurte natural açucarado (açucar amarelo)
  • 1  iogurte natural
  • 8dl de leite
  • 50g de açucar amarelo
  • 4 colheres de sopa de leite em pó (Não use magro, o Nido é muito bom)
Comece por colocar o açucar e dar uns golpes no turbo. De seguida coloque no copo os restantes ingredientes e programe 5 min/50°C/vel 3. Retire para a iogurteira e deixe fermentar de 8 a 12 horas.
Iogurte de côco:
  • 1  iogurte natural
  • 8dl de leite
  • 80g de açúcar
  • 50 gr de côco ralado
  • 4 colheres de sopa de leite em pó (Não use magro, o Nido é muito bom)
Comece por colocar o côco e o açucar e dar uns golpes no turbo. De seguida coloque no copo os restantes ingredientes e programe 5 min/50°C/vel 3. Retire para a iogurteira e deixe fermentar de 8 a 12 horas.
Dicas
  • Adicione sempre leite em pó, melhora muito a consistência do iogurte.
  • Para iogurte grego adicione 100g de natas frescas à receita de iogurte natural.
  • Se quiser um prazo de validade superior, faça iogurte natural e adicione o sabor depois, eu faço-o através de compotas (maçã, frutos do bosque)
  • Os cereais devem ser sempre adicionados após a abertura do iogurte senão ficam moles e sem graça.
  • Para iogurtes mais consistentes use períodos de fermentação superiores (12 horas).
  • Encha os frascos ao máximo, quanto menos oxigénio ficar no frasco melhor será o resultado da fermentação.
  • Se quiser fazer iogurte de baunilha não use essência artificial, é amarga, use natural ou açúcar “abaunilhado”, sem ser de compra. Para fazer o açúcar coloque num frasco uma vagem aberta ao meio com açúcar branco e deixe por 2 meses.